Desafio Livrada 2016

Olá meu povo! Como boa leitora, sempre faço uma lista ou outra para me desafiar a ler ainda mais. Para este ano quero seguir a lista indicada pelo Vlog Livrada(no link vocês podem acompanhar as escolhas dele) onde são listados tópicos específicos onde você encaixa seus livros para ler, exceto o ultimo item onde o vlogueiro do Livrada indica um livro especifico.

Participando do desafio pretendo dar uma atualizada nas leituras dos livros que tenho ainda para ler na minha estante. Vou colocar a lista dos tópicos e em seguida as minhas escolhas. Me desejem boa sorte 😀 …Tenho mais uma ideia com relação ao blog e  estas leituras, mas conto para vocês no próximo post. Até mais.

Desafio livrada 2016:

  1. Prêmio Nobel de Literatura: Amada – Toni Morrison
  2. Um Livro russo: Guerra e Paz – TolstoiJpeg
  3. Um cânone da literatura ocidental: Angustia – Graciliano Ramos
  4. Uma novela: O alienista – Machado de Assis
  5. Um livro que não sabe porque tem: Henry e June – Anais Nin
  6. Um autor de seu Estado: Os seteAndré Vianco
  7. Um livro publicado por editora independente: Contos de Som e Silêncio – org. Marcelo Spalding
  8. Uma ficção histórica: O Arquipelago Vol.1 – saga O tempo e o Vento de Erico Verissimo
  9. Um livro Maluco: O restaurante no fim do Universo – Douglas Adams
  10. Todo mundo leu menos você: Americanah – Chimamanda Ngoze Adichie
  11. Um autor elogiado por um escritor que você gosta: Ficções – Jorge Luis Borges (indicado por Ítalo Calvino)
  12. Um livro bobo: A corrida do Escorpião – Maggie Stiefvater
  13. Um romance de formação: Norwegian Wood – Haruki Murakami
  14. Um livro esgotado: Ismael – Daniel Quinn
  15. Indicação Livrada: As aventuras do Bom soldado Svejk – Jaroslav Hasec (Este é o único que não sei se conseguirei ler, pois na biblioteca da minha cidade não tem e eu não quero comprar.)

 

 

Livros e desenhos #1

Bom dia! Estes dias, lendo um livro, me deu uma vontade submersa 4imensa de desenhar. Acabei aproveitando o tema do livro para tal. Pensei que seria legal se eu pudesse fazer isso sempre que terminasse uma leitura. Peguei meu material e mandei bala! O livro da vez foi A menina submersa da Caitlín R. Kiernan, editada no Brasil pela Darkside books. A história é sobre Imp, uma garota esquizofrênica, assim como sua mãe e avó eram. Imp fica obcecada pelo  quadro A Menina Submersa, do pintor (fictício) Philip George Saltonstall e a partir dai acontece toda a “estranha” narrativa, que envolve sereias, pinturas e lobos. A gente nunca sabe o que está acontecendo realmente. Bem, o objetivo aqui não é fazer uma resenha, então vou deixar o link do  blog O quadro pintado de cinzas onde quem quiser pode saber mais sobre o livro. Eu empaquei um pouco na leitura nas proximidades do fim, mas é um livro bom, apesar de que tenho muito claro para mim que nem todo mundo vai gostar. É bem diferente mesmo. Gostei da leitura. E dela peguei alguns elementos da história e transformei neste desenho:

submersa

Usei técnica mista: aquarela, lápis de cor, caneta stabilo, grafite. O traço fiz primeiramente usando a mão esquerda com grafite, para deixa-lo bem impreciso, depois na finalização usei a stabilo com a mão direita(minha dominante). Estava bastante enferrujada no desenho e foi um bom exercício. Alias, acho que vou manter esta ideia de livro e desenho assim pratico duas coisas que eu gosto 🙂  Fico por aqui hoje, até mais!

submersa2

Quase Haicais #1

Andei escrevendo alguns “quase” haicais e quero compartilha-los. Espero que apreciem. Até uma próxima 🙂

green_leaves 2

Silêncio

A folha que caiu na água
Sozinha afunda
Silêncio Eterno

green_leaves 1

Valor

No bater das asas de um pássaro
As penas sabem
O valor do vento

green_leaves 2

Tempo

Nas cascas da velha árvore
Repousam musgos e sonhos
Envelheceu o tempo

green_leaves 1

Alma

No galho da árvore um pedaço de céu
Cai de altura imprecisa
A alma do homem

green_leaves 2

 

 

 

Mundo

Em uma pequena gota de orvalho
O sabor do mundo
Para aquele que sabe

 

green_leaves 1

Presente

Por que sorri a criança
O sol aparece
No coração presente

Protected by Copyscape Plagiarism Checker - Do not copy content from this page.

Importante: É terminantemente proibido copiar os textos deste blog. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal. Conheça a Lei 9610.

Famous Cat #4

Comemorando meu aniversário (sim, hoje é o dia “do nome” da pessoa que criou este blog),  retorno aqui para o ultimo post de edição de imagens Famous cat, onde eu brinco com a imagem da minha gata com personagens ou pessoas famosas.  E a ultima imagem não poderia deixar de ser uma princesa da qual sou muito fã, que é a princesa Mononoke. Aliás, quem não conhece a obra do Studio Ghibli não sabe o que está perdendo! É uma mais fantástica e apaixonante que a outra. Eu fiquei tentada a fazer a Jujuba Totoro (amo ele), mas não ia dialogar muito bem com as outras que eu fiz até agora, rs. Então, optei pela Mononoke mesmo e Totoro fica pra uma próxima 🙂

Jpeg
Jpeg

Além dela,  juntei todas as imagens feitas em uma única com o intuito de compor um cartaz, que futuramente vou mandar imprimir para decorar o cantinho da Jujuba em nossa nova casa. Enfim, espero que tenham gostado, alias não tem como não gostar de uma gatinha tão charmosa e divertida. Qual é sua preferida? rs… Até mais folks!

JUJUBA PORTRAIT IG

Famous Cat #2

Boa tarde pessoal! Continuando com os exercícios de edição de imagem (para saber mais veja o post anterior), vamos para mais algumas Jujubas famosas 🙂 …Logo logo aparecerão mais! Estão curtindo? Eu estou me divertindo muito 🙂 Até mais.

Famous Cat #1

Olá! Há quanto tempo queridos leitores 🙂 Como quem tá vivo sempre aparece, lá vou eu mostrar oque fiquei fazendo esta tarde chuvosa de janeiro: para me exercitar um pouco com edição de imagens peguei uma foto da minha gata e brinquei misturando ela com algumas personalidades. O resultado ficou um tanto divertido e eu não consigo mais olhar pra ela da mesma forma, fico imaginando que personalidade aquele rostinho fofinho pode encenar…rs…Coitadinha da Jujuba, hoje abusei um pouco dela! Espero que ela me desculpe e que vocês curtam o resultado, como eu …Até a próxima!

O Livro, a caneta e o Professor

Poucas vezes na vida você encontra pessoas que sabem o real valor das coisas. Passamos os dias numa cegueira e surdez coletiva imposta pelo ritmo desgastante dos dias, muitas vezes só notando isso nos outros, nunca em nós mesmos. Mas há momentos em que podemos sair deste estupor e avaliar com maior pericia a qualidade das coisas, sentimentos e pessoas que nos rodeiam. E não raro estes momentos são propiciados por duas ferramentas poderosas: o livro e a escrita.

O livro é indiscutivelmente a melhor forma de digerirmos nossa realidade, de nos imbuirmos de empatia, ampliar nosso conhecimento e nos tornar mais humanos. Isso é fato! Mas quantos descobrem o poder da “caneta”? Só quem já experimentou dar sentido a tudo aquilo que sente ou pensa das coisas por meio da tinta sabe que escrever é tão bom quanto ler. Mesmo que nunca seja lido por outro alguém. Mas estas ferramentas, tão indispensáveis para evoluirmos, só ganham sentido por meio da primeira grande “ferramenta” pela qual todos passamos na vida: o professor. Ele é tão poderoso que nem mesmo a grande revolução tecnológica pela qual a sociedade vem passando conseguiu tirar-lhe a função. Ele está desmoralizado, desvalorizado e tentando se adaptar a nova realidade, mas não perdeu o sentido de ser. E é só por meio dele que conhecemos e desenvolvemos as habilidades para fazer uso das ferramentas. Sem professor não há livro, não há caneta, não há humanidade que chegue. Saber reconhecer o real valor destas “ferramentas” é dar sentido à nossa vida. Porque aprendemos para viver, ou vivemos para aprender, aqui não importa a ordem dos fatores será o mesmo resultado. Então, alguém que nos habilita a viver melhor é alguém muito importante, sim. Reconheça o trabalho do seu professor, note o carinho dele nos detalhes da aula, ou no quanto você já aprendeu, olhando para trás. Se você é professor olhe com orgulho o que vem construindo, pode parecer que a construção nunca acabe, ou que de perto você não enxergue, mas talvez seja porque o monumento que está fazendo só possa ser enxergado completamente à distancia, como a muralha da China. Como uma pessoa que lê, como uma pessoa que escreve, você está bem preparado para entender o real valor das coisas, inclusive de você mesmo!

Gabriela Lemos

Marcadores artesanais feito com aquarela, furadores de scrapbook e barbantes coloridos.

Amigos espero que as canetas despertem os escritores em vocês! Ou pra passar o tempo com cruzadinhas ou anotar receitas, porque não?  E que os marcadores de livro artesanais acompanhem vocês em grandes leituras, e abaixo disponibilizo todas as indicações que fiz, são ótimos livros. Feliz dia dos professores, grande abraço!

Livros indicados:

  1. Vermelho amargo – Bartolomeu Campos de Queiroz
  2. A espuma dos dias – Boris Vian
  3. Histórias de Paris – Mario Benedetti
  4. O Lobo da Estepe – Hermann Hesse
  5. A terra inteira e o céu infinito – Ruth Ozeki
  6. Caninos brancos – Jack London
  7. O lobo do mar – Jack London
  8. Hiroshima – John Hersey
  9. Carta a uma nação cristã – Sam Harris
  10. Criancinhas – Tom Perrota
  11. Fahrenheit 451 – Ray Bradbury
  12. A paixão segundo G.H. – Clarice Lispector
  13. O cavaleiro inexistente – Italo Calvino
  14. O oceano no fim do caminho – Neil Gaiman
  15. A história sem fim – Michael Ende
  16. Momo e o senhor do tempo – Michael Ende
  17. Bonsai – Alejandro Zambra
  18. A revolução dos bichos – George Orwell
  19. Morangos mofados – Caio Fernando Abreu
  20. Minha querida Sputnik – Haruki Murakami
  21. As boas mulheres da China – Xinran
  22. Mulheres que correm com os lobos – Clarissa Pinkola Éstes
  23. Cem anos de solidão – Gabriel Garcia Marquez
  24. Admiravel mundo novo – Aldous Huxley
  25. Reparação – Ian McEwan
  26. O casamento do céu e do inferno – Willian Blake
  27. A morte de Ivan Ilitch – Lev Tolstoi
  28. Irmãos Karamazov – Dostoievski
  29. O continente vol.1 – Érico Verissimo

VLOGUEIRAS LITERÁRIAS #3

canais literarios

Quase um ano sem post, mas tudo bem! Gente não morri (obvio!) e não desisti do blog, mas a vida real tá me deixando de agenda lotada e tenho desenhado muito pouco, então, posts irão aparecer automaticamente quando tiver desenhos para postar…Hoje, num dia atípico, estava acompanhando os canais literários do youtube que gosto e enquanto ouvia as garotas fui rabiscando 🙂 Acabei editando rapidinho no computador e ficou assim. As 3 vlogueiras que mais acompanho: A Juliana do Batom de clarice, a Patricia do Patricia Pirota e a Tatiana do Tinylittlethings, que são super amigas e que transmitem todo seu furor literário para nós, fazendo-nos ler compulsivamente XD. Acompanhem e tornem se leitores melhores, o Brasil precisa de nós! 🙂 Até mais.